10 Coisas Que Deve Saber Antes de Visitar um Recém-Nascido

A chegada de um novo elemento da família é algo bastante ansiado, não só pelos pais como também pela sua família e amigos, de tal forma que por vezes os recém-pais não são tidos em consideração. Relembre algumas regras e dicas que podem fazer a diferença, e torne a sua visita útil e prazeirosa.

Após 40 semanas de espera cá está ele, o bebé mais aguardado do ano. A excitação é tanta e a vontade de o conhecer tamanha, bem como ansiedade de poder partilhar este grande momento com os recém-papás que devem brilhar de alegria.

Mas no meio de tanta alegria e contentamento é importante lembrar que pode haver também cansaço, dificuldades, tristeza, dor e que muito provavelmente aquele casal está a precisar de descansar e encorporar todas as alterações, que começam agora a afetar as suas vidas, e por isso as visitas devem ser geridas pelo pai e úteis. Aqui ficam 10 dicas para que a sua visita faça a diferença:

1 – Deixe as visitas na maternidade para a família mais próxima: avós, tios e irmãos. E mesmo assim estas devem ser coordenadas, de forma a: não estarem muitas pessoas dentro do quarto, proporcionarem momentos de descanso à mãe e bebé e fornecerem privacidade no momento da amamentação. Por isso antes de aparecer fale com o pai do bebé para que ele consiga fazer essa gestão;

2 –  Quando for visitar um bebé: não fume nem antes nem durante a visita (os bebés têm um sistema respiratório muito sensível), lave as mãos ao chegar (não se esqueça que o bebé veio de um meio estéril e o seu sistema imunitário ainda está a amadurecer), não dê beijinhos ao bebé, principalmente na cara e nas mãos (estes são os locais que mais facilmente contaminam o bebé com bactérias e vírus, as únicas pessoas que o poderão fazer são os pais pois partilham da mesma flora da pele, para a qual a mãe consegue fornecer anticorpos através da amamentação);

3 – Nunca visite um bebé se estiver doente ou se alguém com quem vive está doente, o bebé é um ser frágil e com um sistema imunitário em desenvolvimento, pelo que mesmo uma simples constipação pode ter repercussões graves;

4 – Idealmente as visitas deverão ser feitas após o 1º mês de vida, não se esqueça que os pais ainda se estão a habituar a esta nova realidade, a criar novas rotinas e a aprender a lidar com as necessidades do bebé e por isso não irão ter muito tempo disponível para visitas;

5 – Não toque no bebé se ele estiver a dormir, pois é durante o sono que se libertam hormonas de crescimento e se repõem energias. Ninguém gosta de ser acordado sem necessidade, muito menos alguém que acabou de sair de um ambiente tão protegido como o útero materno, além disso estará a interferir com as rotinas do bebé e a afetar os sonos seguintes, nomeadamente o sono noturno;

6 – Nunca tire o bebé do colo da mãe. A ligação entre mãe e bebé é enorme e o cordão umbilical emocional ainda é muito forte, e por vezes a recém-mamã pode sentir ciúmes ou dificuldade em libertar o seu bebé, por isso espere que seja ela a oferecer-lhe o bebé para que lhe pegue, caso contrário terá de esperar pela próxima visita;

7 – Ofereça-se para ajudar os pais nas tarefas domésticas, em vez de levar uma prenda para o bebé, ofereça também uma prenda aos pais: leve-lhes uma sopa, faça uma carne assada, vá ao supermercado e leve-lhes frutas e legumes, ponha a roupa a lavar, passe a roupa a ferro ou varra o chão, esta sim é a ajuda útil que um casal que acabou de ser arrebatado com a chegada de um lindo príncipe precisa. Eles estarão demasiado preocupados em responder às necessidades do seu bebé e facilmente se esquecem de tudo o resto, até de comer. Por isso não espere que lhe ofereçam chá e bolinhos para o lanche, mas faça você comida caseira para tirar uma preocupação dos ombros;

8 – Não dê opiniões a não ser que lhas peçam. É sabido que se calhar você até já foi mãe/pai e sabe como lidar com um bebé tão pequeno, mas este não é o SEU bebé, e por isso ninguém melhor do que os recém-pais para responderem às necessidades do seu bebé, nem que para isso tenham de tentar de 10 maneiras diferentes, à 11ª vez terão acertado e sentir-se-ão competentes e seguros de si mesmos, pois descobriram o que o seu filho lhes estava a querer dizer;

9 – Faça uma visita curta, no máximo 1 hora. Nesta altura os pais precisam de descansar, restabelecer forças pois as noites são fraccionadas e a privação de sono uma realidade. Por isso mostre-se disponível para conversar se eles quiserem, faça uma das tarefas domésticas e despeça-se;

10 – Quando for hora de amamentar, deverá dar espaço à família para que possam amamentar o seu bebé tranquilamente, esta será a desculpa ideal para se despedir.

Ah, e vá com um espírito humilde, de entre-ajuda e tolerante, pois os recém-papás podem pedir-lhe coisas que não está habituado, como por exemplo desinfetar as mãos, ou falar baixo, tente cumprir as indicações que estes lhe dão, não se esqueça que este não é o seu bebé, mas sim o deles. E não leve a mal se os recém-papás recusarem a sua visita, isto apenas quer dizer que estão muito concentrados no bebé e ainda não estão preparados para vos receber.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage