A Alimentação na Gravidez

A alimentação durante a gravidez interfere ativamente na formação dos vários órgãos e sistemas do bebé, por isso é importante que saiba o que comer e o que evitar.

É fundamental que a futura mamã tenha noção, de que o seu rebento é alimentado através de si, e que o que come vai afetar não só a si própria mas também o bebé.

Ouve-se muitas vezes dizer que “a grávida deve comer por dois”, este pensamento é errado e pode levar à obesidade materna, não sendo por isso uma prática saudável. Por isso, em vez de quantidade prefira a qualidade dos alimentos que ingere.

Durante as 40 semanas de gravidez o aumento de peso ideal para a grávida é entre 9 a 12 Kg, para além do seu peso normal. Qualquer diferença acentuada de peso pode originar repercussões a nível da saúde materna e fetal, razão pela qual não deve cometer excessos ou jejuns radicais.

Alimentos Obrigatórios

O primeiro passo para uma alimentação saudável é que esta seja variada e equilibrada, introduzindo alimentos dos vários grupos alimentares na sua dieta:

  • Frutas e legumes, ricos em vitaminas e sais minerais, com poucas calorias são um elemento essencial à sua dieta. Antes de os consumir deve lavá-los bem;
  • Hidratos de carbono ou cereais, são a 1ª fonte de energia e essenciais ao funcionamento do corpo. Deste grupo fazem parte o pão, cereais, batatas, arroz, massas e farinha;
  • Proteínas, como a carne (preferencialmente magras e brancas), peixe e ovos, são fundamentais para a regeneração celular;
  • Laticínios, são uma importante fonte de ferro e cálcio essenciais para o bom desenvolvimento fetal. Aqui estão contemplados o leite, queijo e iogurtes;
  • Gorduras de preferência vegetais como o azeite, devem ser consumidos com moderação.

Uma dieta que não contenha alimentos dos vários grupos referidos, ou que seja rica em alimentos pertencentes a apenas um grupo, pode comprometer o crescimento do bebé e o bem-estar da mãe.

Alimentos a Evitar

Existem alguns alimentos que devem ser evitados ou mesmo proibidos durante a gestação:

  • Bebidas com cafeína como chá preto, café ou refrigerantes com cafeína. Não está provado que provoquem malformações fetais mas, ainda assim, deverá substituí-las por bebidas descafeinadas;
  • Excesso de açúcar, gorduras, fritos e temperos fortes, além de poderem levar à obesidade, favorecem alguns desconfortos, tais como azia, náuseas e vómitos;
  • Alimentos mal cozinhados, quer seja carne, peixe ou ovos, pois são mais facilmente contamináveis por microrganismos;
  • Leite e produtos lácteos não pasteurizados, são fáceis transmissores de doenças;
  • Saladas cruas fora de casa, fiambre ou morangos, pois podem transmitir uma doença chamada toxoplasmose. Por isso se não é imune, escolha comê-los só em casa, preparados por si;
  • Molhos e cremes principalmente em restaurantes, pois são facilmente contamináveis por microrganismos.

Portanto, os segredos para se manter saudável, no que respeita à alimentação são: fazer uma alimentação equilibrada e variadater atenção à qualidade dos alimentosfazer várias refeições ao dia em pouca quantidadeingerir água, cerca de 1,5L por dia, de preferência entre as refeições, e principalmente fazer uso do bom senso.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage