Como Devo Vestir o Meu Bebé Quando Está Frio?

Prepare o seu bebé para os dias de Inverno de forma a evitar que ele tenha frio ou calor.

De uma maneira geral, os pais são movidos por um instinto inato de querer agasalhar os filhos, por forma a evitar que eles tenham frio e que venham eventualmente a contrair uma gripe ou constipação. De facto este impulso não é de todo desprovido de sentido pois, principalmente os recém-nascidos, têm uma pele fina com vasos capilares próximos da superfície da pele, que impedem que o bebé consiga manter uma temperatura corporal estável e constante.

Durante o primeiro mês de vida o recém-nascido deve ser tratado como se estivesse ainda dentro de útero materno, uma vez que, ainda que possua todas as capacidades para sobreviver no meio exterior, todos os seus orgãos e sistemas são imaturos e estão agora a começar a funcionar em pleno. O centro termoregulador (o nosso gestor da temperatura corporal) não é exceção à regra, e portanto o recém-nascido “adota” a temperatura do ambiente em que está inserido.

Por esta razão um dos principais factores a que os pais devem estar atentos, para manter a temperatura do bebé estável, é manter uma temperatura ambiente controlada e constante em toda a casa, entre os 18º C – 22º C, evitando assim que o bebé seja sujeito a grandes alterações de temperatura. Quando sair de casa evite expôr o bebé ao frio em dias ventosos e de chuva, e vista-lhe sempre um casaco e um gorro.

O gorro há-de ser uma das peças mais importantes do vestuário do bebé nos primeiros meses de vida, pois a cabeça ocupa uma grande área da sua superfície corporal relativamente ao resto do corpo, sendo por esta zona que o bebé arrefece mais facilmente. Então o gorro será primordial no dia de nascença, sempre que o bebé sair à rua e depois de tomar banho, pois a cabeça fica húmida mesmo secando com a toalha.

Mas a questão mantém-se “Então como é que sei o que hei-de vestir ao meu bebé?”

Um bebé recém-nascido pode facilmente alarmar os seus pais que inocentemente avaliam a temperatura do seu filho nas mãos ou pés, que estão sempre mais frios e com cor arroxeada. A este fenómeno denomina-se acrocianose e tem a sua origem na imaturidade do centro termoregulador do bebé, que privilegia as zonas centrais, como o peito, as costas e a cabeça, em deterimento das zonas mais distais, como as mãos e pés. Por isso, quando quiser avaliar a temperatura do bebé deverá colocar a sua mão nas costas ou peito e não nas mãos ou pés. Com o passar dos meses a temperatura do bebé atinge um nível estável em todo o corpo, e dentro de pouco tempo ele aprenderá a dizer se tem frio ou calor, facilitando em muito a vida aos pais.

Percebendo como funciona o corpo do bebé, é fácil deduzir que este precise de ter sempre mais um manga que o adulto. A roupa que os pais têm vestida servirá de referência para vestir o filho, assim se os pais estão confortáveis de camisola de manga comprida, o bebé poderá necessitar de 2 camisolas de mangas compridas ou apenas 1 manga mas mais quente. Obviamente que nem todos somos iguais e num dia de primavera pode usar-se uma camisola de manga comprida ou uma de manga curta, mas não se esqueça que o seu filho vem da sua genética, por isso se vestir uma camisola de manga comprida ele pode vestir 2 mangas fininhas, se vestir manga curta ele pode vestir apenas uma manga comprida.

A partir do primeiro ano de vida o vestuário do bebé começa a assemelhar-se ao de um adulto. Mas por agora aproveite e aqueça o seu coração com bons momentos em família em casa ou ao ar livre!


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage