O Que é o Síndrome de Morte Súbita?

O Síndrome de Morte Súbita, é ainda uma das primeiras causas de morte na criança durante o primeiro ano de vida, tendo a sua maior expressão entre o 2º e o 6º mês de vida, afetando recém-nascidos aparentemente saudáveis. Por vezes, é também apelidado de “morte no berço”, pois acontece praticamente na sua totalidade, durante o sono do bebé.

Não existe propriamente uma causa associada ao Síndrome de Morte Súbita. Mas há alguns fatores de risco, tais como: exposição ao tabaco, sobreaquecimento, posição de dormir e condições de segurança no berço. Com base neste pressuposto existem algumas estratégias que podem minimizar a incidência deste problema:

  • Colocar o bebé sempre a dormir de barriga para cima. Mesmo que vomite ele lateraliza a cabeça e não aspira o vómito;
  • Não utilizar almofada. Pois o bebé pode sufocar com a cara na almofada;
  • Elevar ligeiramente a cabeceira, com uma almofada ou um toalhão por baixo do colchão do berço. Assim, diminui também o risco do bebé bolçar ou regurgitar;
  • Evitar bonecos e peluches na zona da cabeceira da cama/berço do bebé. Pois o bebé pode sufocar com a cara nos peluches, além de acumularem pó e ácaros;
  • Evitar o sobreaquecimento do bebé. Pois o peso dos cobertores e colchas podem fazer pressão sobre o peito do bebé, mantenha antes uma temperatura amena no quarto;
  • Fazer a cama/berço de modo a evitar que o bebé tape a cabeça com os lençóis. Preferencialmente fazer só metade do berço, de modo a que os pés fiquem junto ao fundo da cama, desta forma o bebé não se “afundará” nos lençóis. A dobra dos lençóis não deve ultrapassar a região das axilas;
  • Proteja o ambiente e evite fumar junto do bebé. O tabaco é uma das principais causas de infeções respiratórias;
  • Nunca coloque o bebé a dormir na sua cama, pois sem querer pode asfixiá-lo devido ao cansaço.

Desta forma o sono será tão reparador para os filhos como para os pais.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage