Porque é que o Bebé Tem Cólicas?

As cólicas são um problema frequente em bebés saudáveis e com um desenvolvimento normal, no entanto, a sua origem pode ser variada. Estas caracterizam-se por uma dor abdominal súbita que pode variar de intensidade. Normalmente são acompanhadas de choro irritado intermitente e agitação, nomeadamente a nível das pernas. Estas devem-se não só à acumulação de gases intestinais que provocam distensão do abdómen, mas ao próprio funcionamento do intestino e contracções intestinais, em que no momento da cólica o bebé chora irritado e depois de sentir algum alívio, deixa de chorar ou chora menos intensamente.

Este tipo de problema é transitório, ou seja, tende a desaparecer por volta dos 3-6 meses. É frequente em bebés amamentados ou que fazem leite artificial.

As cólicas devem-se ao estabelecimento do funcionamento normal do intestino, no entanto, caso o seu bebé apresente cólicas acentuadas, com intervalos de curtos períodos, deverá pesquisar a causa das mesmas:

  • Má pega do bebé à mama, se o bebé pegar apenas no mamilo, favorece a ingestão de ar;
  • Certifique-se que quando dá leite por biberão a tetina está completamente preenchida de leite, evitando a ingestão de ar;
  • Esteja atenta à sua alimentação, pode estar a ingerir algum alimento susceptível de causar gases ao bebé. Coma com moderação favas, castanhas, feijão, grão, couve ou outros alimentos que saiba à partida que poderão causar flatulência a si e ao seu bebé;
  • Verifique a preparação do biberão (30ml de água fervida para 1 colher rasa de pó);
  • Não se esqueça de colocar o bebé a arrotar após as mamadas e assim permite que o ar seja expelido;
  • Controle o ambiente do bebé e evite situações de tensão e stress. Normalmente um bebé em stress tem tendência a acumular mais gases e também chora com mais frequência, tende proporcionar-lhe um ambiente calmo e tranquilo.

Uma vez verificadas todas estas situações e corrigidas, em caso de necessidade, não se esqueça que os bebés também gostam de mimos, por isso, sirva-se deste facto como desculpa para mimar o seu filhote.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage