A Mala Para a Maternidade

O nascimento de um bebé poucas vezes tem data e hora marcada, pelo que, com alguma antecedência, a futura mamã deverá estar prevenida.

O tempo ideal para o bebé nascer é a partir das 37 semanas de gravidez, mas isto nem sempre acontece, e por vezes às 34 ou 35 semanas o bebé demonstra já sinais de querer conhecer o mundo. Por esta razão aconselha-se a que os pais tenham a mala preparada a partir das 34 semanas de gravidez, para uma eventual partida antecipada. E, por uma questão de organização, podem preparar duas malas, uma para a mãe e outra para o bebé.O nascimento de uma criança é de facto um milagre, no entanto, por mais contas que faça, o dia em que o bebé vem ao mundo é uma escolha dele, e os pais têm de estar preparados para toda e qualquer situação. Por essa razão é importante, ter um conhecimento prévio sobre o que levar para a maternidade e ter a mala pronta com alguma antecedência de modo a evitar preocupações, esquecimentos e “stresses”.

A mala para a maternidade não deve ser muito grande, apenas deverá levar o essencial. Se possível esta deve ser feita pelo casal, assim se lhe pedirem a primeira roupa do bebé quando chegar à maternidade, o pai conseguirá encontrá-la sem problemas.

Preferencialmente as malas devem estar abertas, para se colocarem alguns objetos de última hora, tais como os produtos de higiene pessoal, e num local de fácil acesso para a grávida, pois pode ser apanhada de surpresa e encontrar-se sozinha em casa.

Conselhos úteis para quando estiver a preparar a mala para a maternidade:

  • As roupas do bebé devem ser lavadas previamente com sabão neutro e bem enxaguadas em água corrente antes de secar;
  • Retire as etiquetas da roupa do bebé pois estas podem causar irritações na pele do bebé.
  • Para ser mais fácil, prepare os conjuntos para o seu bebé vestir em sacos separados e etiquetados com 1º, 2º e 3º dia, no entanto, poderá ter ainda alguma roupa à parte para o caso de ser necessário.
  • Leve um saco para colocar a roupa suja;
  • Informe-se previamente junto da maternidade para saber o que é que esta fornece: fraldas descartáveis, compressas ou toalhetes, toalhas de banho para a mãe e bebé, etc;
  • Não deixe as prendas e flores para levar para casa no último dia, senão torna-se muito confuso e pode não conseguir carregar com tudo. Peça ao seu companheiro, pais ou sogros para irem levando aos poucos;
  • Não se esqueça de pedir para no último dia lhe trazerem a cadeira transportadora, também chamada de “ovo”, esta 
    é fundamental para o bebé sair da maternidade em segurança.

Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage