Sintomas de Trabalho de Parto

O parto é um dos momentos mais desejado, mas também um dos mais temidos, no decorrer de uma gravidez. Por vezes pode ser difícil distinguir quando está a entrar em trabalho de parto, saiba quais os sinais a que deve estar atenta e quando se deve dirigir à maternidade.

A partir das 37 semanas de gravidez seria o ideal para o bebé nascer, no entanto há mulheres que entram em trabalho de parto antes deste tempo. O dia provável do parto é simplesmente uma estimativa e raramente os bebés nascem no dia previsto, assim sendo, existem alguns sinais aos quais deve estar atenta para saber quando se há de dirigir à maternidade.

Os sinais de verdadeiro trabalho de parto são:

  • Contrações regulares e dolorosas que vão aumentando de frequência e intensidade. Evite ir demasiado cedo para o hospital pois as contrações precisam de começar a dilatar do colo do útero, e se for à urgência ou não fica internada ou se ficar atrasa o desenrolar do trabalho de parto. Espere até estas serem pouco suportáveis e de 5 em 5 minutos;
  • Corrimento vaginal ensanguentado, devido à dilatação do colo, associado a contrações, também chamado de sinal. Atenção se esteve na consulta e lhe fizeram o toque vaginal é possível que tenha pequenas perdas de sangue vaginais, estas são normais.

Se verificar algum destes sintomas, deverá organizar as suas malas e calmamente dirigir-se para a maternidade.

A rotura da bolsa de água, não é por si só um sinal de trabalho de parto, no entanto, se isto acontecer deverá recorrer à urgência, mesmo que não tenha contrações.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage