Tipos de Parto

O parto é o desfecho inevitável da gravidez, apenas não se sabe ao fim de quanto tempo nem como será.

Quando a mulher dá entrada na maternidade de um hospital tem à sua disposição uma equipa de enfermagem e médica, bem como alguma tecnologia, que terão como objetivo ajudá-la a ter o seu bebé da maneira mais aprazível e, sempre que possível, respondendo aos seus desejos.

É importante que tenha consciência que, a decisão sobre o tipo de parto implica a avaliação de uma série de fatores, entre eles: o bem-estar da mãe e do bebé, a evolução do trabalho de parto, o tamanho e a posição do bebé, a bacia da mãe, rotura da bolsa de água ou até mesmo os parâmetros de infeção materna.

Mas então quais os vários tipos de parto?

Existem quatro tipos de parto que se podem dividir em dois grandes grupos: os partos vaginais ou via baixa e os partos abdominais ou via alta.

Dentro dos partos vaginais podem ocorrer 3 situações:

  • Parto eutócico ou normal, que não recorre ao auxílio de nenhum instrumento para ajudar a saída do bebé;
  • Parto por Fórceps ou vulgarmente chamados “ferros”, em que são utilizados instrumentos em forma de colher que auxiliam a saída da cabeça do bebé pelo canal vaginal;
  • Parto por Ventosa, feito com a ajuda de um instrumento com capacidade de sucção, colocado na cabeça do bebé e que serve para puxar de modo a extrair a cabeça do bebé.

Dentro dos partos abdominais:

  • Cesariana, que, embora não seja encarada como tal, é uma cirurgia “de barriga aberta” em que o bebé é retirado através de uma incisão cirúrgica abdominal.

É importante que discuta com um profissional de saúde as várias opções para o parto, tendo em conta as particularidades do seu caso, pois por exemplo um bebé que não tenha dado a volta, isto é, esteja de rabo para baixo (pélvico), nascerá certamente por cesariana. Assim, devidamente informada, a decisão deverá ser sempre conjunta, de modo a respeitar os seus valores e crenças, diminuindo os medos e ansiedades.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage