Como Guardar o Leite Materno?

O leite materno é o alimento mais completo e adequado ao bebé, mas será que implica que mãe esteja sempre presente? Será que não pode ser conservado para posteriormente ser oferecido ao bebé?

Enquanto a mãe e o bebé o desejarem a amamentação pode e deve ser mantida, no entanto, existem situações em que a mãe pode não estar fisicamente junto ao seu bebé mas que queira manter o aleitamento materno.

Só porque agora é mãe não precisa de estar fechada em casa e circunscrita ao mundo do bebé, obviamente ele é uma das partes mais importantes da sua vida, mas inevitávelmente terá de voltar a trabalhar, terá de sair para ir às compras, ou até mesmo passar uma noite romântica com o seu companheiro, sem que para isso tenha de abdicar de dar o seu leite ao seu bebé.

O leite materno, dada a sua riqueza em anticorpos, tem capacidade de impedir a proliferação bacteriana e a sua possível contaminação, pelo que mantém as suas propriedades durante 6/8 horas a ar ambiente, se <25ºC, até 5 dias no fundo da 1ª prateleira do frigorífico até 6 meses no congelador separado do frigorífico.Primeiramente é necessário extrair o leite, poderá fazê-lo manualmente ou com bomba manual ou elétrica. De seguida verta o leite para sacos próprios para conservação de leite materno, e tente planear o(s) dia(s) de alimentação do seu bebé. Terá de ter atenção a quantidade de leite que o bebé come por mamada e tentar conservar o leite por “unidoses”, para evitar o desperdício, isto é, se retirou 30 ml e o bebé mama 20 ml, conserve 25 ml num saco (caso o bebé tenha mais fome que o habitual) e os outros 5 ml num outro saco. Sele bem o saco e não se esqueça de colocar a data e hora.

Se tem um bebé prematuro saiba junto do serviço de neonatologia quais os prazos de conservação que aconselham, normalmente não serão superiores a 24-48 horas no frigorífico.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage