É Possível Amamentar Com Mamilos Rasos ou Invertidos?

É verdade que o tipo de mamilo pode influenciar a adaptação do bebé à mama, no entanto, este não é um fator decisivo para o sucesso da amamentação.

Existem uma série de mitos associados à amamentação, e o estigma dos mamilos rasos ou invertidos (mamilo para dentro) é um deles. Óbviamente que não é possível afirmar que, o facto de o mamilo apresentar determinadas características não vai influenciar a amamentação, mas o que é facto é que mulheres com mamilos rasos ou invertidos podem amamentar durante tanto ou mais tempo que uma mulher com mamilos formados (proeminentes).

As primeiras condições fundamentais para iniciar a mamada são:

  • A mãe desejar amamentar;
  • A mãe colocar-se numa posição confortável;
  • O bebé ter o corpo bem apoiado e virado de frente para a mama;
  • O bebé estar bem desperto para iniciar a mamada;
  • O bebé fazer uma boa pega, isto é, abocanhar não só o mamilo mas também parte da aréola.

É importante que o bebé realize a primeira mamada assim que possível para começar a formar o mamilo e a aprender como se mama (não se esqueça que mamar é novo para o bebé, ele nunca o fez antes), se ele se adaptar sem dificuldade e conseguir fazer uma boa pega, continue a insistir daí a uns dias ele estará um verdadeiro profissional.Estando estas condições presentes, então a atenção deve voltar-se para o engenho e arte do bebé em fazer a pega na mama. Há bebés que tem uma sucção mais vigorosa e facilmente se adaptam à mama, enquanto que há uns mais preguiçosos e que ainda não sabem como mamar eficazmente. É normal que as primeiras mamadas sejam mais problemáticas pois quer a mãe quer o bebé ainda estão a integrar-se no processo da amamentação e a aprender qual a melhor técnica para ambos.

Caso o bebé tenha dificuldade em realizar a pega peça ajuda à enfermeira, poderá também utilizar uma concha para formar os mamilos, ou até mesmo um formador de mamilos para torná-los mais proeminente, no entanto, não há melhor “máquina” para formar os seus mamilos que o seu bebé. Se mesmo assim for díficil poderá utilizar um mamilo de silicone até o bebé aprender a mamar sem o seu auxílio.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage