Vantagens do Leite Materno

A amamentação é um processo natural inerente aos mamíferos e que tem várias vantagens não só para a mãe. A amamentação “não é um ato totalmente instintivo no ser humano, tem que ser aprendida (…) e, para ser prolongada com êxito, a maioria das mães que amamentam precisam também de reforço e apoio constante” (OMS/UNICEF).

A amamentação é um processo que exige muito da mulher, em benefício do seu bebé e do seu próprio bem-estar. É essencial que antes de tomar uma decisão, sobre se quer ou não amamentar, se informe sobre quais os fatores que tornam o seu leite tão especial.

Vantagens para o bebé:

  • Previne infeções. O leite materno é rico em imunoglobulinas e anticorpos que ajudam o bebé a defender-se contra microrganismos;
  • Efeito protetor contra alergias, diz-se ser “a primeira vacina”;
  • Adequado à imaturidade do sistema gastrointestinal. Possui enzimas digestivas que ajudam o bebé a digerir o leite mais facilmente e funciona como laxante, para ajudar o bebé a evacuar;
  • É um alimento completo e capaz de responder a todas as necessidades nutricionais e energéticas do bebé, até aos 6 meses de vida, como alimento exclusivo;
  • É adaptado à evolução das necessidades do recém-nascido. O colostro (1º leite) responde às necessidades de proteínas e de água e depois da “descida” de leite, este torna-se mais gorduroso para saciar as necessidades energéticas cada vez mais exigentes do bebé.

Vantagens para a mamã:

  • Fortalece a relação mãe-filho;
  • Ajuda à contração do útero para retornar à sua posição normal;
  • Ajuda a mãe a retomar o peso habitual;
  • Associa-se a uma menor probabilidade de ter cancro da mama e do ovário;
  • É barato;
  • Está sempre preparado e à temperatura ideal;
  • Evita intermediários, possivelmente contamináveis por bactérias.

Situações em que não pode amamentar

Existem algumas situações que constituem uma contraindicação para a amamentação, são elas: mãe não querer amamentar, mães infetadas com o VIH ou com tuberculose ativa, mães que façam medicação não compatível com a amamentação (não tome medicação enquanto amamentar, aconselhe-se junto de um profissional de saúde) ou recém-nascidos com doenças metabólicas graves.


Por Susana Carvalho de Oliveira
Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica
Parteira de profissão e de coração desde 2011. Impulsionadora e diretora do projeto VouNascer. Desde 2006 que trabalha na área de obstetrícia, primeiramente no internamento de obstetrícia de um hospital privado, da área da grande Lisboa, e atualmente no bloco de partos e urgência obstétrica de um hospital público. É também conselheira em aleitamento materno reconhecida pela OMS/UNICEF, reflexologista na área da gravidez e parto, e co-autora do Método Nova-Génese. Empreendedora e dedicada de natureza. Tem 2 filhos rapazes que todos os dias lhe recordam as alegrias da maternidade.

Comentários

Ao escolher o seu país inscreve-se na nossa newsletter para receber as últimas informações sobre maternidade, descontos e novidades.

Ops! Ocorreu um erro

Por alguma razão não foi possível colocar o seu comentário.
Por favor tente mais tarde!

Fechar

O seu comentário foi enviado!

Em breve ficará disponível. Obrigado!

Voltar à Homepage