O Que é a “Moleirinha”?

Na cabeça dos bebés existem duas depressões (covinhas), denominadas de “moleirinha”, estas são normais e permitem a mobilidade dos ossos. Descubra quais os cuidados a ter com a cabeça dos bebés e o porquê.

Todos os bebés recém-nascidos apresentam fontanelas, ao que se chama na gíria de “moleirinha”. Dada esta questão, todos os pais já ouviram dizer, dos avós ou familiares, que é preciso ter muito cuidado com a cabeça dos bebés. De facto, é necessário fornecer um bom apoio à região da cabeça e nuca, sempre que pegar no bebé, pois os músculos do pescoço ainda não estão suficientemente desenvolvidos para lhe permitirem segurar a cabeça.

O processo de ossificação da cabeça do bebé só está completo cerca dos 2 anos de vida.
O processo de ossificação da cabeça do bebé só está completo cerca dos 2 anos de vida.

As fontanelas designam 2 partes do crâneo do bebé que não se encontram totalmente cobertas pelos ossos. São detectáveis ao passar os dedos na cabeça do bebé, apresentando-se como uma ligeira depressão da pele. Existe uma maior que fica no centro da cabeça e a outra na nuca.

Estas “falhas” ou depressões, conferem uma maior maleabilidade aos ossos e servem para permitir ao bebé adaptar-se para caber no canal de parto, e possibilitam o processo de desenvolvimento da massa cerebral e do crescimento do crâneo.

Passados cerca de 4 a 6 meses essas depressões já não são notórias, no entanto, a completa solidificação dos ossos ocorre apenas aos 2 anos de idade.

Deixe o seu comentário

nome*

email* (não publicado)

website